Recomendo: Pablo Capistrano

Pablo Capistrano é natalense, meu conterrâneo. Nunca o vi, e é provável que ele ignore minha existência.

É apenas por ter gostado de tudo o que já li dele que faço publicidade gratuita e não-requisitada aqui. Nenhuma outra razão seria suficiente nem necessária, aliás…

Ainda não li seus livros, mas lia sempre seus artigos na imprensa potiguar (notadamente na revista Preá e n’O Jornal de Hoje, no qual publiquei o primeiro artigo da minha vida, em abril de 2003, intitulado “PT (neo)neoliberal?“…). Se alguém quiser me dar um presente, taí uma boa dica: um livro do Pablo Capistrano.

Reproduzo abaixo material de seu site sobre seus livros. Pra conhecer mais do autor e da obra: http://www.pablocapistrano.com.br/

Eu gostaria de conhecer mais escritores talentosos contemporâneos do Brasil (e do mundo). No entanto, os filtros comerciais são cruéis… Acho que a alternativa é trocarmos referências, criarmos uma rede informal. Faço a minha parte divulgando um jovem nome da literatura e da filosofia do RN na atualidade. Ficaria feliz em receber indicações semelhantes de outros lugares.

PEQUENAS CATÁSTROFES
2ª Edição
Guerra, música, misticismo, transgenia, Nietzsche, violência e substâncias psicotrópicas se misturam em uma narrativa rápida e surpreendente, que dão forma a Pequenas catástrofes , de Pablo Capistrano. Romance de estréia do professor de filosofia potiguar, o livro pode ser considerado um bestseller regional. Lançado inicialmente por uma pequena editora de Natal, Pequenas catástrofes teve a tiragem inicial de três mil exemplares esgotada em uma única livraria da capital do Rio Grande do Norte. Depois de conquistar o público, o autor conseguiu ainda a chancela da crítica com o primeiro lugar no concurso Câmara Cascudo, maior prêmio literário do estado. A editora Rocco lança agora o livro pelo Safra XXI , selo com programação visual diferenciada e proposta ousada de lançar jovens e talentosos autores.
1ª Edição
Em 2003 lançou pela coleção Letras Potiguares da AS Editores a primeira edição do livro Pequenas Catástrofes (Romance).

Primeiro livro que o autor não precisou bancar a edição com recursos do próprio bolso, Pequenas Catástrofes ganhou em 2003 o primeiro lugar no concurso Câmara Cascudo , maior prêmio literário do estado do Rio Grande do Norte. Atualmente o livro está sendo reeditado pela Rocco.

» Confira a Entevista sobre o Livro!

DOMINGOS NO MUNDO
Em 1998 o livro de poemas Domingos Do Mundo (esgotado).
Na noite de lançamento, na galeria do NAC na UFRN foram vendidos 70% da edição, o que consiste, em termos proporcionais um recorde para o mercado local. Pablo admite que poderia ter ganhado muito dinheiro nessa noite se a tiragem do livro não fosse de apenas 150 cópias.

O livro traz uma coletânea da produção poética do autor nos anos noventa, contendo poemas escritos à época do lançamento e ainda no período de efervescência do Sótão 277 .

DESCOORDENADAS CARTESIANAS
Publicou em 2001 o livro Descoordenadas Cartesianas em Três Ensaios de Quase Filosofia (Sebo Vermelho Edições/ Coleção João Nicodemos de Lima).

Trata-se de uma coletânea de Ensaios produzidos durante o período em que cursou a graduação de Filosofia na UFRN. Aborda temas literários e filosóficos em três textos:

Desconstruindo o Filósofo : Um ensaio sobre o livro O Catatau do poeta Curitibano Paulo Leminski e suas relações com o personagem conceitual de René Descartes no livro Discurso do Método. Para ser lido ao som de Jazz Be Bop.

Maiakóviski: Poesia e Política : Uma refutação do argumento de Walter Benjamin acerca da vinculação entre literatura e política com base na analise da poética de Maiakoviski e nas idéias de Ludwig Wittgenstein acerca dos usos do termo “técnica” em obras artísticas. Para ser lido ao som de Prokofiev.

Mística e Lógica: onde a linguagem pára : Um estudo acerca das relações entre a mística e a lógica no Tractatus Lógico-Philosophicus de Ludiwg Wittgenstein a luz da tradição da Cabala lurianica. Para ser lido ouvindo-se o silêncio.

PROJETOS EM ANDAMENTO
Atualmente o autor se dedica a feitura de uma novela (não tele-novela, por favor, novela literária), ainda sem nome definitivo, na qual aborda assuntos como: a possibilidade de um colapso na linha de tempo, o espanto do homem diante da morte, as longas travessias, as paixões mal resolvidas, o apocalipse e o misterioso magnetismo da natureza.

Dedica-se também a construção de um livro de aforismos filosóficos e a pesquisas na área da Metafísica, da Ética e da Filosofia do Direito.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: