Da necessidade da liberdade

Para começar com uma reflexão, reproduzo pequeno trecho (incluindo a nota de rodapé [1]) da tese de doutorado do professor Márcio Iório Aranha, um dos mestres e autores que mais influência exerceu sobre o autor deste blog, inclusive (sem que ele saiba) para a escolha de seu título.

A política não é o espaço de libertação das necessidades da vida. Ela é justamente uma das necessidades da vida[1] na sua representação política (de persona); é o chamamento para o desempenhar de mais um papel“.


[1]Atente-se para o fato de que a concepção da liberdade política como uma necessidade da vida, não significa resumi-la a uma necessidade, pois, em termos hegelianos, o aspecto de necessidade de que se reveste a liberdade política não elimina, ao contrário, possibilita a consciência da liberdade política como uma decisão do querer em integrar verdadeiramente uma comunidade política de iguais, ou seja, não é uma submissão à contingência, mas um reconhecimento da igualdade. Ser, ao mesmo tempo, uma submissão às contingências e uma emancipação é o conteúdo de fundo da noção de liberdade em sua natureza dialética hegeliana. Quando a consciência da liberdade política amadurece, vendo a realidade das coisas como reflexos de uma comunidade de iguais, surge a liberdade emancipada das contingências como razão que passa a definir e julgar a necessidade dos bens do mundo. Entendendo que nenhum bem é absolutamente necessário em face da infinita extensão da unidade, “a razão (…) dá à vontade o poder de eleger o que esta queira” (PECCI, Giocchino [Papa Leão XIII]. Literae encyclicae: libertas. Santa Sé: s/e, 1888, § 3º. Obtido na página eletrônica oficial do Vaticano em 15 de fevereiro de 2004. On-line: http://www.vatican.va/holy_father/leo_xiii/encyclicals/documents/hf_l-xiii_enc_20061888_libertas_it.html. Do original: “La ragione (…) concede alla volontà il potere di scegliere ciò che preferisce”). A liberdade, então, passa a ser o reconhecimento da possibilidade da opção; da desvinculação entre os objetos materiais e a satisfação da necessidade da alma. Enfim, quando a liberdade se apresenta, em si, como necessidade de compartilhar a realidade, é porque já está liberta dela.

Tags: , , , , , ,

2 Respostas to “Da necessidade da liberdade”

  1. Paulo Rená Says:

    Liberdade é escolher o que se quer.

  2. Edemilson Paraná Says:

    Caro Telé….
    Seja bem vindo á Blogosfera! É importante que hajam mais e mais espaços como esse, onde o zelo pelo debate público seja cultivado com empenho e dedicação. Parabéns! Vou adicionar nos meu favoritos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: